quarta-feira, 21 de maio de 2008

NEEEEEENNNNSE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Lindo demais pra deixar pra escrever depois. Eu quero agora essa onda, essa loucura, esse prazer de ver o Fluminense ganhar mais uma!!! Eu quero beijar a Laura, abraçar a Luisa (e assustá-la com meus gritos de gol), acordar meu pai, dançar com minha mãe, felizmente todos aqui e agora comigo!!! Ligar pro Chicó, sair pra Rua, cumprimentar meu vizinho, quero tudo, quero já!
Estão todos abençoados. Meus amigos, meus inimigos, hoje lavo minha alma e comemoro com todos. Hoje o perdão é gratuito e sincero.
Pode nem ganhar mais nada que já valeu tudo!
Lamento, São Paulinos, vão ter que esperar mais uma ano.
O Sobrenatural de Almeida adentrou o Maraca mais uma vez, Nelson deve estar rolando de felicidade no túmulo.
Esse time afinado, essa vitória inconteste, esse golzinho no último minuto, ainda que nem Lua nem conhaque, deixam a gente comovido como o Diabo!!!!!

Nenhum comentário:

Fragmentos

"Eurico Alves, poeta baiano, Salpicado de orvalho, leite cru e tenro cocô de cabrito. Sinto muito, mas não posso ir a Feira de...